top of page
  • administrativo988

Prospecção Tecnológica: Como os bancos de patentes podem ser utilizados como fonte de informação

Nas fases iniciais do desenvolvimento da sua inovação, é de suma importância a contextualização da sua tecnologia considerando outros players que exploram tecnologias similares, bem como a realização de estudos científicos. É uma atividade estratégica que visa antecipar as mudanças tecnológicas e suas implicações.

A prospecção tecnológica pode abranger diversas áreas, como pesquisa e desenvolvimento (P&D), patentes, publicações científicas, dados de mercado, análise de concorrência, tendências de consumo, bem como a identificação de oportunidades e desafios tecnológicos futuros.

Neste viés, é altamente recomendável a realização de pesquisas, sobretudo em bancos de Patentes, as quais visam capacitar o pesquisador ao desenvolvimento da tecnologia, de forma a estar alinhado com uma efetiva leitura do campo concorrencial e evitar redundâncias ou desperdício de recursos. Tais pesquisas também podem orientar de forma inicial sobre a possibilidade de que a tecnologia desenvolvida possa vir a violar direitos de terceiros.

Neste viés, uma das diretrizes encontradas foi disponibilizada pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (World Intellectual Property Organization), que criou o documento “Guia para uso de informações de Patentes”.

Referido guia pontua que uma pesquisa realizada em documentos acadêmicos e em bancos de dados de patentes possibilita encontrar informações sobre desenvolvimentos recentes em diversas áreas técnicas.

Em continuidade, esta diretriz ressalta, ainda, que para alguns campos da tecnologia, o conhecimento será encontrado exclusivamente por acesso em bancos de patentes, provendo os usuários de referidos documentos de capacitação técnica quanto a termos de busca e suas abrangências (WIPO, 2015).

Em outras palavras, a Prospecção Tecnológica, por meio de consultas em banco de dados de patentes, permite aos pesquisadores acesso facilitado a uma fonte riquíssima de informações, possibilitando a contextualização global e técnica da sua inovação, o aprimoramento e desenvolvimento da capacidade tecnológica e produtiva de sua pesquisa, assim como o alinhamento e direcionamento do seu processo de patenteamento.

É possível que a prospecção tecnológica seja utilizada para maturar a tecnologia, já que, a partir das pesquisas, a tecnologia seja incrementada e viabilizada. Consiste em uma atividade dinâmica e contínua, essencial para empresas e institutos de pesquisas se manterem atualizados com as mudanças tecnológicas, identificando oportunidades de ganhar vantagem competitiva. É uma ferramenta estratégica valiosa para a gestão da inovação e o planejamento de negócios de longo prazo.

Neste caso, é hora de partir para a Análise de Patenteabilidade. Caso deseje saber mais sobre o assunto, clique aqui: Análise de Patenteabilidade: Requisitos e Vantagens necessárias

Este conteúdo tem natureza informativa e não equivale a uma consulta jurídica.

Coautores:

Maikon Oliveira

Sócio Coordenador da Área de Patentes e Gestão da Inovação

Núcleo de Propriedade Intelectual

Renata Pezzi

Estagiária

Núcleo de Propriedade Intelectual

Fontes:

Paranhos, R. C. S. e Ribeiro, N. M. Importância da Prospecção Tecnológica em Base de Patentes e seus Objetivos da Busca. Cadernos de Prospecção – Salvador, v. 11, n. 5 – Ed. Esp. VIII ProspeCT&I, p. 1274-1292, dezembro, 2018.

ANTUNES, A. M. S. et al. Métodos de Prospecção Tecnológica, Inteligência Competitiva e Foresight: principais conceitos e técnicas. In: RIBEIRO, N. M. Prospecção Tecnológica. vol. 1. Salvador: IFBA/ FORTEC, 2018. (Coleção PROFNIT). Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2018.

OLIVEIRA, Maikon Andrew Batista de. Guia para Proteção de Inovação por Obtenção de Carta Patente. Tese (Pós Graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação) – Setor de Ciências Sociais, Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2020.

WIPO – World Intellectual Property Office. Wipo Guide To Using Patent Information. Genebra, 2015

WORLD INTELLECTUAL PROPERTY ORGANIZATION. WIPO Patent Drafting Manual, 2007. disponível em whhht://www.wipo.int/edocs/pubdocs/ec/patents/867/wipo_pub_867.pdf. Acesso em 10/05/2020

Technological Prospecting: learn how patent databases could be used as a source of technological information

In the first stages of your innovation development, it is very important to contextualize your technology considering others players that explore similar technologies, just as to conduct scientific studies. It is a strategic activity that aims to anticipate technological changes and its implications.

Technological prospecting may cover several areas, such as research and development (R&D), patents, scientific publications, market data, competitive analysis, consumer trends, as well as the identification of future technological opportunities and challenges.

In this regard, it is highly recommended to carry out researches, especially in patent databases, which aim to enable researchers to develop technology, in order to be aligned with an effective reading of the competitive field and avoid redundancies or resources waste. Such researches also provide initial guidance on the possibility that the developed technology may violate third-party rights.

In this view, one of the guidelines was made available by the World Intellectual Property Organization (WIPO), which created the document “Guide to Using Patent Information”.

This guide indicates that a search in academic documents and in patent databases makes possible to find information on recent developments in several technical fields.

In sequence, this guideline also emphasizes that for some technology fields, knowledge will be found exclusively by accessing patent databases, providing users of such documents with technical training on search terms and scope (WIPO, 2015).

In other words, Technological Prospecting, in patent database searches, allows researchers easy access to a very rich source of information, enabling the global and technical contextualization of their innovation, the improvement and development of the technological and productive capacity of their research, as well as the alignment and direction of their patenting process.

It is possible to use Technological Prospection to mature the technology, since, based on the research, the technology would be incremented and made viable. It consists a dynamic and continuous activity, essential for companies and research institutes to keep up with technological changes, identifying opportunities to gain competitive advantage. It is a valuable tool for innovation management and long-term business planning.

In this case, it's time to start the Patentability Analysis. If you wish to learn more about this subject, click here: Análise de Patenteabilidade: Requisitos e Vantagens necessárias

This content is for informational purposes only and cannot be considered legal advice.

Coauthors:

Maikon Oliveira

Coordinator Partner of the Area of Patents and Innovation Management

Intellectual Property Department

Renata Pezzi

Intern

Intellectual Property Department

Sources:

Paranhos, R. C. S. e Ribeiro, N. M. Importância da Prospecção Tecnológica em Base de Patentes e seus Objetivos da Busca. Cadernos de Prospecção – Salvador, v. 11, n. 5 – Ed. Esp. VIII ProspeCT&I, p. 1274-1292, dezembro, 2018.

ANTUNES, A. M. S. et al. Métodos de Prospecção Tecnológica, Inteligência Competitiva e Foresight: principais conceitos e técnicas. In: RIBEIRO, N. M. Prospecção Tecnológica. vol. 1. Salvador: IFBA/ FORTEC, 2018. (Coleção PROFNIT). Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2018.

OLIVEIRA, Maikon Andrew Batista de. Guia para Proteção de Inovação por Obtenção de Carta Patente. Tese (Pós Graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação) – Setor de Ciências Sociais, Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2020.

WIPO – World Intellectual Property Office. Wipo Guide To Using Patent Information. Genebra, 2015

WORLD INTELLECTUAL PROPERTY ORGANIZATION. WIPO Patent Drafting Manual, 2007. disponível em whhht://www.wipo.int/edocs/pubdocs/ec/patents/867/wipo_pub_867.pdf. Acesso em 10/05/2020

23 visualizações
bottom of page